Comitê para fortalecer a Rede de Proteção em Rio Negrinho

Ideia é criar uma gestão compartilhada para troca de experiências e informações
Por Christian Hacke
17/05/2021 16:24

O secretário de Habitação de Rio Negrinho, Marcelo Streit, recebeu nesta segunda-feira a diretoria da APAE do município para tratar de assuntos de interesse da instituição. Um dos temas colocados em pauta foi a criação de um comitê de Gestão Compartilhada da Rede de Proteção, unificando as informações e auxiliando na resolução dos problemas.

Marcelo comentou que esse comitê já está sendo planejado em uma minuta de lei. “É uma forma de fazer com que os gestores da Rede de Proteção conversem entre si. Vai fazer parte desse comitê, por exemplo, o gestor da Assistência Social, da Saúde, da Habitação, da APAE, Polícia Militar, Polícia Civil e etc. O gestor da APAE vai sentar com os demais gestores e colocar os casos na mesa, abrindo o diálogo para resolver o problema”, explicou.

Conforme o secretário, a ideia é criar um grupo onde haja a troca de informações e experiências. “A gente não quer burocratizar. Já temos conselhos, os vereadores que estão fiscalizando os equipamentos comunitários. A ideia é criar uma forma de aproximar essa equipe, que eles troquem informações”, frisou.

 

Carro cedido à APAE

Outro assunto levantado pela diretoria da APAE é em relação ao veículo entregue no início do ano, recebido pelo município através de um evento em Florianópolis, que teve a presença do presidente Jair Bolsonaro. Informações circularam nos últimos dias em redes sociais sobre o veículo, que teria sido cedido à instituição, não doado.

Acontece que o projeto, feito no ano passado, firma uma parceria entre a Prefeitura e o Governo Federal, de modo a viabilizar a cessão de uso do bem móvel à APAE. “Quando o carro veio não teve como doar, fazer diferente da proposta inicial. Por isso foi feito o Termo de Cessão. Quando assumimos em janeiro, o carro já estava vindo e o acordo já estava pactuado. Não tinha como mudar o escopo do projeto”, explicou Marcelo.

O secretário ressalta que o veículo deve permanecer à disposição da APAE. “O prefeito Caio sempre teve a intenção de que o carro fique com a APAE. Queremos uma sugestão de como resolver esse problema e chegar ao consenso de que o carro fique com vocês”, concluiu Marcelo.

 

Download das fotos em alta resolução
Carregando