Eu amo Rio Negrinho

Empreendedorismo no artesanato regional em pauta

25/06/2020 16:12

Na manhã de quarta-feira (24), representantes diversas entidades se reuniram na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo para discutir ações voltadas ao empreendedorismo no artesanato regional. O objetivo é criar mecanismos para fortalecer o setor, principalmente no período pós-pandemia.

 

Participaram da reunião a representante da Casa do Artista de São Bento do Sul, Salete Elingen, a representante da Vila do Artesanato de Rio Negrinho, Marli Laube, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Roger Marcondes Carvalho, o presidente da Fundação da Cultura, Adilson Figueiredo, e o coordenador de Turismo Nicolas Nering.

 

Durante a reunião foram discutidas várias propostas para capacitar os artesãos do município e da região, entre elas, um curso ofertado em parceria com o Sebrae-SC (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Esta proposta tem como objetivo promover o desenvolvimento do artesanato local de forma integrada por meio de ações que possibilitem a valorização cultural, empreendedorismo e autonomia do artesão, desenvolvimento e adequação de produto, melhoria de processo e acesso a mercado.

 

Além dessa proposta, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo Roger Marcondes Carvalho mencionou que a Secretaria pode ofertar vários cursos de capacitação virtuais, via Sala do Empreendedor de Rio Negrinho, em parceria com o Sebrae. “Estes cursos podem auxiliar os artesãos com a organização do seus negócios”, acrescenta. 

 

Entre os cursos disponíveis estão: Educação empreendedora; MEI na prática; Como vender seus produtos na internet; Como começar sua presença online; Como fazer um plano de negócio; além de outras consultorias gratuitas.

 

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Adilson Figueiredo reforçou a importância dos artesãos se cadastrarem nas plataformas oficiais, como o Mapa Cultural Catarinense e a Carteira Nacional do Artesão. “Esse cadastro é essencial para os artesãos se formalizarem e estarem aptos a receberem cursos e capacitações oferecidas pela Fundação Municipal de Cultura ou outros órgãos de fomento à cultura”, informa. 

 

Adilson também solicitou que as representantes do artesanato incentivem nas inscrições. “A Fundação Municipal de Cultura está de portas abertas para auxiliar e tirar dúvidas sobre esse ponto”, conclui.

 

Para o coordenador de turismo Nicolas Nering empreender é essencial para os artesãos se posicionarem no mercado de maneira competitiva. “Esse movimento que está sendo criado é muito importante para o desenvolvimento de uma identidade cultural para o artesanato local e regional”, destaca.

 

Destinos do Quiriri

Os artesãos da região Destinos do Quiriri estão se movimentando para se capacitarem com relação ao empreendedorismo no artesanato. Atualmente, além da criatividade e técnica é necessário que os artesãos tenham noções de como empreender e inovar dentros do segmento, e que saibam como administrar seus negócios, como divulgar seus produtos e quais os melhores canais de promoção. Sentindo a necessidade destes novos conhecimentos, os artesãos iniciaram um movimento para incentivar o empreendedorismo no artesanato regional.

Download das fotos em alta resolução
Carregando