Eu amo Rio Negrinho

Rio Negrinho passará a contar com programação na Rede Municipal de Ensino

Proposta visa oferecer oficina de programação no contraturno das aulas
07/02/2020 14:16

A partir de 2020, os estudantes da Rede Municipal de Ensino de Rio Negrinho passarão a contar com a programação nas atividades de contraturno. O trabalho, desenvolvido pela Prefeitura por meio da Secretaria de Educação, atenderá estudantes do 6º e 9º Ano, além de já ocorrer com o 5º Ano da escola Padre Cláudio Longe, no bairro Pinheirinho.

 

A ideia de ampliar a programação e levar para toda a Rede Municipal é do prefeito Julio Ronconi, que reconhece que a disciplina permitirá que as crianças possam ser iniciados na área da tecnologia, gerando uma expectativa de futuro ainda melhor para a cidade. “Muitas empresas da área de tecnologia precisam de programadores, de pessoas com conhecimento na área. E a partir do momento que oferecemos essa formação em nossas escolas, saímos na frente”, ressaltou ele.

 

Nesta semana uma reunião envolvendo os monitores de laboratório das escolas foi realizada, quando alguns demonstram interesse em ser os professores da oficina de programação. Ela usará como ferramenta o Micro:bit, também chamado de BBC Micro Bit, que é um computador de placa única. Com 4x5 cm, o dispositivo é equipado com vários recursos: processador ARM de 32 bits e baixo consumo de energia, porta micro-USB, acelerômetro, bússola, Bluetooth, dois botões programáveis e cinco conexões I/O.

Não há conector de vídeo. A ideia é utilizar a matriz de 25 LEDs do Micro:bit para exibir mensagens ou sinais simples e, claro, aproveitar os recursos mencionados anteriormente para conectar a placa a outros dispositivos.

 

Através do editor de programação em blocos MAKECODE, os alunos escrevem códigos para exibir mensagens no painel de LED do aparelho. Criada pela BBC (empresa inglesa de comunicação), o objetivo desse computador é educar crianças e jovens com conceitos básicos de computação e programação de computadores. “Queremos permitir que as crianças da Rede Municipal tenham acesso ao aprendizado da programação desde já. E nossa ideia é criar um projeto de lei, para que isso se torne perene nas escolas, ampliando em 2021 para o 7º e o 8º Ano”, frisa o prefeito

 

Download das fotos em alta resolução
Carregando