Eu amo Rio Negrinho

Número de casos de sarampo causa preocupação 

Apesar de Rio Negrinho não ter casos registrados, pedido é que todos coloquem vacinação em dia
07/11/2019 14:49

A Secretaria do Estado de Saúde está em alerta com o número de casos suspeitos de sarampo e com os confirmados, que já ultrapassam os 30 em Santa Catarina. No último final de semana, aconteceu um show de música eletrônica em Joinville, onde possivelmente pessoas tiveram contato com uma pessoa infectada. Em Rio Negrinho, já está sendo feito um trabalho para imunizar as pessoas que estiveram neste show.

 

Na região, existem vários casos em Joinville, um caso de suspeita em São Bento do Sul e casos confirmados em Mafra e Monte Castelo, e todos esses casos têm em comum com um jogo de futebol em Curitiba e o show do DJ Alok em Joinville.

 

Conforme a enfermeira e coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde Liege Severo Corrêa Kruger, a população está vivendo um momento de bastante apreensão devido à introdução novamente do sarampo no país e na região. “O sarampo é uma doença extremamente grave, ela pode levar a óbito e pode deixar cego. Tem uma série de complicações totalmente evitadas com uma simples picadinha”, declara a coordenadora.

 

No mês de outubro foi feita uma campanha de vacinação contra o sarampo para crianças menores de 5 anos, sem meta atingida e muitas crianças não vacinadas. “Solicitamos aos pais, avós, tios que tragam a criança para vacinar. O sarampo é prevenível através da vacina. Não tem outra forma de garantir. A vacina é a garantia da imunização de que a criança não vai contrair a doença”, informa Liege.

 

Agora, no mês de novembro, terá uma segunda etapa de campanha do sarampo para pessoas de 20 a 29 anos que, no momento, é prioridade. Mas quem não estiver com as vacinas em dia, pode procurar a unidade de Saúde mais próxima que será orientada e vacinada. “Não vamos fazer doses a mais em ninguém. A orientação é só fazer em quem não está imunizado. Menores de 29 anos, precisam ter duas doses contra o sarampo e pessoas com 30 anos ou mais, apenas uma dose é suficiente”, explica Liege. Todas as crianças tem que ter duas doses da vacina.

 

A Vigilância Epidemiológica comunica à todas as pessoas que foram ao show do Alok e que ainda não procuraram a Vigilância Epidemiológica ou alguma unidade de Saúde, ir na unidade mais próxima e levar a caderneta de saúde para saber se está ou não imunizada.

Download das fotos em alta resolução
Carregando