Eu amo Rio Negrinho

Palestra aborda cuidados na área de beleza e estética em Rio Negrinho

05/11/2019 13:20

A palestra “Beleza com Segurança” voltada para profissionais da área de beleza e estética, aconteceu nesta segunda-feira (4), na Câmara de Vereadores, em Rio Negrinho. Organizada pela Prefeitura de Rio Negrinho, por meio da Vigilância Sanitária, a palestra teve como palestrantes Luiz Eduardo Rodrigues, Sandra Ricobom e Antônio Chagas. 

 

O médico Luiz Eduardo introduziu a palestra com os assuntos: agentes ambientais, agentes químicos, agentes ergonômicos, agentes físicos, agentes mecânicos e agentes biológicos. Ele falou também sobre os principais produtos a serem utilizados quando for limpar, desinfetar e esterilizar o equipamento, e da importância da segurança dos profissionais e clientes. “O ideal seria lavar as mãos antes e depois de cada procedimento, e usar luvas quando necessário. Vocês têm que se proteger porque não vale a pena se prejudicar”, informa o doutor Luiz. 

 

A coordenadora da Secretaria de Vigilância Sanitária Sandra Ricobom começou a palestra com a abordagem sobre as principais dúvidas que os profissionais têm. De acordo com Sandra, de forma geral, os profissionais não precisam de um responsável técnico, mas é preciso ter um alvará específico para cada atividade por questão de segurança. “A vigilância não quer proibir de fazer nada, ela quer orientar para que a pessoa faça de forma correta”, esclarece Sandra.

 

Ela explica que é importante fazer a alteração de endereço, inclusão de atividades e solicitação de baixa da empresa. “Parou de trabalhar nessa área ou parou de trabalhar naquele local, precisa dar a baixa do alvará sanitário. A primeira coisa é procurar o serviço sanitário”, completa.

 

Sobre os produtos e equipamentos utilizados no estabelecimento devem possuir registro e/ou notificação no Ministério da Saúde e na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e é preciso que os profissionais orientem seus clientes a utilizarem preferencialmente produtos e instrumentos próprios para seu kit individual. “Os produtos importados devem ser registrados no Anvisa e a carteira de vacinação deve estar disponível no estabelecimento”, informa a coordenadora. 

 

Para fazer a higienização dos equipamentos utilizados é preciso passar por três fases: Limpeza: água e sabão; Desinfecção: usar o álcool 70% e hipoclorito de sódio 0,5%, mas só se precisar desinfetar depois da limpeza; Esterilização: com autoclave, quando o equipamento tiver contato com sangue. “Esterilização só é feita com autoclave. Pelo menos uma vez por ano, deve-se realizar uma manutenção preventiva de esterilização e fazer o registro dessa manutenção. Depois de esterilizados os materiais devem ser guardados em lugares limpos e secos”, conclui Sandra.

 

O formando em psicologia e estagiário da Secretaria de Assistência Social Antônio Chagas falou da expectativa e o acolhimento que o cliente procura quando vai ao salão de beleza. “Quando a pessoa permite que você mexa com a beleza dela, ela também se sente acolhida e à vontade para falar da vida dela. Vale a pena você em primeiro lugar conversar e entender a expectativa do cliente e as possibilidades que você tem ao transformar essa expectativa”, relata Antonio. Ele acredita que “quando a pessoa quer ser cuidada, o preço será a última coisa que ela vai procurar”.

Download das fotos em alta resolução
Carregando