Eu amo Rio Negrinho

Estudante de Rio Negrinho é semifinalista da Olimpíada de Língua Portuguesa

Julia Aparecida dos Santos, da EMEB Lucinda Maros Pscheidt, vai para a semifinal em São Paulo
23/10/2019 11:04

A estudante Julia Aparecida dos Santos, do 6º ano da Escola Municipal de Educação Básica Integral Professora Lucinda Maros Pscheidt, bairro Vista Alegre, foi selecionada para semifinal da Olimpíada de Língua Portuguesa, em São Paulo. A escola da Rede Municipal de Ensino de Rio Negrinho ficou em 125º lugar do país, entre 1.659 participantes de todo o país.

A escola fez adesão do programa da Olimpíada de Língua Portuguesa no início do ano e trabalhou com quatro gêneros (poesia, memórias, crônicas e artigo de opinião), com alunos do 6º ao 9º ano. Julia, de 11 anos, passou a etapa escolar, municipal, estadual e agora foi selecionada para o nível regional em São Paulo. É a segunda vez que a escola é premiada — em 2015, foi representada por outra aluna, em Maceió, também no gênero memórias, mas não conseguiram passar para a fase final. 

De acordo com a professora Sonia Aparecida Ribeiro Heckler, existe todo um processo a partir do momento que chega o material. “É lançada a proposta para todos os alunos e depois trabalhada em sala de aula. Essa sempre foi minha linha de trabalho: oportunizar à todos. Eu faço uma pré-seleção deste trabalho em sala de aula, das melhores ideias e da melhor escrita e passo para a comissão escolar. E daí, é feito um trabalho com jurados profissionais, que irão analisar e escolher o melhor texto”, informa. 

Julia está muito feliz em ter sido selecionada e espera que consiga trazer essa premiação para casa, para a escola e para Rio Negrinho. “Pra mim, é uma honra ir para São Paulo. Se eu conseguir passar em São Paulo, eu vou para Brasília e vou poder representar Santa Catarina e Rio Negrinho e tentar trazer o título. Quero agradecer ao diretor da escola, a professora Sônia e aos meus pais pelo incentivo”, afirma a aluna.

 

Foco na autoestima

Conforme o diretor Alan Cleverson de Lima, sua proposta enquanto diretor é passar uma imagem positiva da escola. Mostrar que a escola têm grandes professores, têm grandes alunos, que o trabalho é feito com seriedade e em prol de transformar vidas, pois muitas vezes, o bairro e a escola são lembrados por sua vulnerabilidade e pelas suas dificuldades.

 “Acredito que consegui atingir o nosso objetivo que é mostrar, não só para Rio Negrinho, mas para o Estado, para os pais, para as pessoas que o nosso trabalho dentro da escola é um trabalho sério, é um trabalho profissional, é um trabalho ético e que nós queremos muito que os outros alunos, que os outros professores, que as pessoas que estão de fora da comunidade se espelhem nesses profissionais positivos, nesses alunos positivos. Para nós só o fato dela participar é muito importante”, conclui Alan Cleverson de Lima. 

“Pra mim, foi uma surpresa muito grande e de muita alegria, porque eu sei como é acirrada a Olimpíada. Nosso objetivo é levar o nome de Rio Negrinho, levar o nome da escola, levar o nome dos profissionais que estão trabalhando junto conosco. A Julia é um produto final de vários profissionais e está preparada, não só na parte da oratória, não só na parte da escrita, mas ela tem outros talentos”, conclui a professora.

Download das fotos em alta resolução
Carregando