Eu amo Rio Negrinho

Acolhida na Colônia faz avaliação técnica em Rio Negrinho

Propriedades rurais estão se tornando polos de turismo de experiência
27/02/2018 08:40

Pequenas propriedades rurais de Rio Negrinho estão se tornando locais focados no chamado turismo de experiência. Nestes sítios, os turistas são geralmente recepcionados pelos próprios proprietários, com apertos de mão e muito carinho, e ali as pessoas têm o contato direto com o dia a dia do empreendimento. Para profissionalizar este trabalho, vem sendo desenvolvido na cidade o projeto Acolhida na Colônia, que visa dar o suporte necessário aos empreendedores para que a propriedade possa se tornar referência turística.

Na semana passada, uma avaliação técnica foi realizada no Café Colonial de Vera Zeithammer, e que há 16 anos já recebe a comunidade e turistas em sua propriedade localizada na região da Estância Colonial. No local, autoridades – como o vice-prefeito Roberto Albuquerque e a vereadora Liliana Schroeder -, produtores rurais e técnicos da Epagri e do projeto Acolhida na Colônia avaliaram seu empreendimento. Durante a reunião, a técnica do programa Lucilene Assing e o agrônomo da Epagri Victor Lehmkuhl coordenaram a visita técnica. A equipe do Acolhida frisou que o projeto é originário da França, e por isso deve seguir uma série de regras e normas padrões para utilização do selo.

Para aderir ao programa os interessados receberam um caderno de normas e regras, com algumas informações a serem seguidas. Após um café servido por Vera, a proprietária contou sobre a história do local, herdado pelo seu sogro e que está sendo continuado pelos netos dela. Ao final da conversa os técnicos e convidados, juntamente com a proprietária, circularam pelo local observando a fazenda. Dois grupos foram formados, sendo que um comentava o que mais gostou na propriedade e outro opinava sugestões de melhoria. Outro estabelecimento visitado, na parte da tarde, foi a produção de morangos da Cissa, próximo ao café de Vera.

 

Implementação

Além de Rio Negrinho, o projeto Acolhida na Colônia está em implementação nas cidades de São Bento do Sul, Campo Alegre e Corupá, e integra os planos municipais e regional de turismo e está sendo desenvolvido através do Consórcio Intermunicipal Quiriri. De acordo com o levantamento do projeto, Rio Negrinho possui 10 propriedades interessadas no Acolhida, enquanto São Bento do Sul tem oito, Corupá possui quatro e Campo Alegre tem 28.

Nos dias 30 e 31 de janeiro, aconteceu a segunda viagem técnica da região do Quiriri ao Projeto Acolhida na Colônia na cidade de Santa Rosa de Lima.

O projeto Acolhida na Colônia está sendo implantado na região com o objetivo de resgatar o campo e fortalecer os pequenos agricultores com mais uma opção de renda, que é o turismo rural. Desde setembro o grupo, que é formado pelos gestores públicos de turismo, agrônomos da Epagri e técnicos das Secretarias de Agricultura, vem trabalhando na sensibilização dos agricultores.

 

O projeto

Criada no Brasil em 1999, a Acolhida na Colônia é composta por famílias de agricultores que abrem suas propriedades para visitantes que desejam vivenciar a rotina vivida por eles. O projeto é integrado à Rede Accueil Paysan, que atua na França desde 1987 e que incentiva o agroturismo ecológico, com ênfase na agricultura orgânica.

Download das fotos em alta resolução
Carregando